O Corte

As obras da série, O CORTE – Uma intervenção no Corpo, partem dos atravessamentos que levaram a artista à mesa de corte para colocada e posterior retirada de próteses de silicone nos seios. As próteses de silicone tem seu protagonismo, ora como objeto, ora escondido por detrás da pele que as cobre. O trabalho discute as diferentes relações do seio enquanto objeto de desejo, uma ironia para pensar nas imagens geradas, como a questão do “belo” na atualidade, o visível e invisível, toque e ilusão e do corpo ciborgue.